terça-feira, 28 de novembro de 2017

Noite de paixão

Maria Julieta decidiu que esta noite fixe mesmo era dormir em cima de mim e como tal passou a noite a ronronar-me. Ou estava em cima dos meus braços, ou estava à volta do meu pescoço, ou estava a prender-me os cabelos, ou estava a esmagar-me as mamas ou estava alapada em cima da minha cara, como se ali fosse o lugar mais confortável do mundo, ou como se eu não precisasse respirar. Eu ia tentando arranjar uma posição nova a cada invenção dela, sem nunca a conseguir expulsar, porque eu gosto tanto disto como ela. De manhã acordamos abraçadas e ela lá me deu mais uns mimos, o que é cada vez mais raro, uma vez que está a crescer e a tornar-se cada vez mais independente. Eu? Tenho sono, dormi mal. Dói-me o pescoço, afinal a gata chegou com 600 gramas mas já pesa 2 quilos e digamos que já não é assim tão fácil suportar o peso de todo este amor. Mas acordei feliz, muito feliz, porque é um privilégio estar assim apaixonada. Bom dia alegria. Bom dia mundo. Bom dia Julieta. Bom dia máquina de fazer ronrom. 

2 comentários:

Aqui não há censura...